Os Donos do Dinheiro

Em “Os Donos do Dinheiro” o leitor é convidado a conhecer a forma como os Bancos Centrais da Inglaterra, da França, da Alemanha e dos Estados Unidos enfrentaram a crise financeira que se seguiu à Primeira Guerra Mundial, cujos efeitos permitiram a ascensão do partido nazista e levaram ao episódio mais sangrento da história mundial.
O livro em si é ótimo para aqueles que gostam de história e economia, pois não apenas mostra como as decisões de bancos centrais impactam as decisões políticas e a vida de centenas de milhões de pessoas, como apresenta, de uma forma instigante, todo o cenário que antecedeu a Segunda Guerra Mundial, em parte causada pelas severas restrições econômicas impostas à Alemanha após a Primeira Guerra Mundial.
É curioso pensar que se os Aliados não houvessem imposto tantas sanções à economia alemã, estrangulando-a e gerando hiperinflação, desemprego e descontentamento em massa, talvez Adolf Hitler não tivesse conseguido chegar ao poder, e mais de 50 milhões de vidas teriam sido poupadas.
Enfim, seguem os dados do livro “Os Donos do Dinheiro”, e, se você tiver a oportunidade de ler essa obra, não a deixe escapar:
Título: Os Donos do Dinheiro
Autor: Liaquat Ahamed
Editora: Elsevier
Número de páginas: 504 (é grande, mas vale a pena)
Sinopse:
Este livro expõe a história do colapso econômico mundial no fim da década de 1920 e apresenta retratos dos quatro homens cujas ações pessoais e profissionais mudaram o rumo do século XX.

Em Os donos do dinheiro, encontramos o neurótico e enigmático Montagu Norman, do Bank of England. o xenófobo e desconfiado Émile Moreau, do Banque de France. o arrogante, mas habilíssimo, Hjalmar Schacht, do Reichsbank. e Benjamin Strong, do Federal Reserve Bank of New York, cuja fachada de energia e determinação escondia um homem com feridas profundas e sobrecarregado de trabalho.

Apresentando uma nova visão da natureza global das crises financeiras, Os donos do dinheiro mostra com clareza o enorme impacto que podem ter as decisões dos banqueiros centrais, sua falibilidade e as terríveis consequências humanas que podem sobrevir quando eles erram.

Compreender esse decisivo período da história ajudará o leitor a entender as origens do mundo econômico em que vive.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *